Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sem Sentido

Um blogue sem sentido... de humor!

24
Out17

Semifrio de bolacha com ananás e natas: uma sobremesa de comer e chorar por mais!

Semifrio de bolacha.jpg

 

Tendo em conta que o verão já acabou e que já ninguém está preocupado com a sua forma física, parece-me oportuno partilhar convosco a receita de uma das sobremesas que eu mais aprecio, uma sobremesa bastante fácil de fazer, mas muito difícil de parar de comer: semifrio de bolacha com ananás e natas.

 

O que é que leva este semifrio irresistível?!

 

Bolacha, ananás e natas.

 

Simples, não é. E foi exatamente por isso que eu dei este nome a esta sobremesa: para que não se esqueçam de nenhum dos ingredientes quando estiverem no supermercado.

 

[Olha lá, lembras-te do que é que leva o semifrio de bolacha com ananás e natas?!...]

 

Dito isto, vamos ao que interessa: quantidades e modo de fazer.

 

  • Quantidades

 

3 pacotes de natas
2 pacotes de bolacha Maria
1 lata de ananás às rodelas

 

Eu evito ao máximo fazer publicidade gratuita do que quer que seja, mas, neste caso, vou ter mesmo de o fazer: se querem que o semifrio fique tal e qual o que eu ali tenho dentro do frigorífico – irresistível –, as natas têm de ser Mimosa e os pacotes de bolacha Maria e a lata de ananás às rodelas têm de ser da marca Pingo Doce.

 

[Pronto, já o fiz. Aguardo a oferta dos pacotes de bolacha e da lata de ananás para a próxima sobremesa...]

 

  • Modo de fazer

 

1. Corte todas as rodelas de ananás aos pedaços, do tamanho de uma polegada, e esprema-os um pouco com os mãos, mas só para retirar o excesso de líquido dos mesmos. Reserve os pedaços de ananás, assim como todo o líquido que restou na lata do ananás.

 

2. Coloque todo o líquido que restou na lata do ananás numa taça bem larga e embeba todas as bolachas no líquido, mas não por muito tempo, caso contrário, vão ficar muito moles e não vai restar líquido para fazer o mesmo em todas as bolachas. Depois de embebidas, reserve-as num prato, dispersas aleatoriamente, de forma a que não fiquem todas coladas umas nas outras.

 

Sugestão: O líquido do ananás deverá estar à temperatura ambiente, caso contrário, terá dificuldade em conseguir que as bolachas absorvam o líquido. Se sobrar líquido é porque as bolachas não têm líquido suficiente e, por isso, com uma colher de sopa, deite o líquido por cima de todas as bolachas.

 

[Para quem acha que aquele líquido que vem dentro da lata do ananás é prejudicial à saúde: não sejam tolos, pois, se assim fosse, as próprias rodelas de ananás também o seriam.]

 

3. Bata as natas até ficarem bem sólidas.

 

Sugestão: As natas devem estar bem frias e, por isso, aconselho-vos a usarem apenas natas que estejam no frigorífico há mais de 12 horas. Se acabaram de as comprar no supermercado e querem fazer a sobremesa de seguida, coloquem-nas no congelador durante pelo menos duas horas.

 

[Para não sujarem a cozinha com salpicos de natas por todo o lado, coloquem película aderente na taça de vidro que vão utilizar para batê-las e façam dois furos no meio que deem para passar os encaixes dos garfos da batedeira. O pior que pode acontecer é a película aderente enrolar-se toda em torno dos garfos, mas antes isso do que ter natas espalhadas pela cozinha toda.]

 

Nota importante: Não coloquem açúcar nas natas. As bolachas, o líquido e o ananás já têm açúcar mais do que suficiente, acreditem.

 

Depois de executados estes três passos fundamentais, é tempo de montar a sobremesa: uma camada de bolacha (sem sobrepor bolachas), uma camada de natas (bem espessa) e uma camada com bocados de ananás salteados. Repetir este processo até acabar com as bolachas, com as natas e com o ananás. No final, não é suposto sobrar nenhum dos ingredientes, caso contrário, o trabalho não foi bem executado.

 

Resultado final: Uma taça com cerca de 4.000 calorias que deverá ir ao frigorífico durante pelo menos 8 horas antes de ser consumida.

 

[Para os mais gulosos, que não conseguem aguentar tanto tempo com uma sobremesa no frigorífico: façam a sobremesa à noite, antes de dormirem, e tomem um hipnótico.]

 

Semifrio de bolacha com ananás e natas: uma sobremesa que deve ser consumida com uma colher e uma faca; uma colher para levar a sobremesa à boca; uma faca só para a eventualidade de alguém se tentar aproximar de vocês quando estiverem a comê-la.

 

Bom apetite e boa sorte para o próximo verão! 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

YouTube

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D