Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sem Sentido

Um blogue sem sentido... de humor!

14
Ago17

Ora cá está uma lei que não interessa a ninguém, nem mesmo a Santo António!

Fisco.jpg

 

Sabia(m) que as prendas em dinheiro que são dadas num casamento e/ou num batizado estão sujeitas ao pagamento de uma taxa de imposto do selo de 10%?

 

É verdade. E esta lei não é de agora. Já tem alguns anos. E é por isso que o Fisco tem efetuado várias ações de fiscalização em casamentos e batizados para verificar se as receitas adquiridas foram declaradas para efeitos fiscais. Para os incumpridores, fiquem sabendo que as multas podem chegar ao dobro do dinheiro do imposto em falta.

 

Portanto, se recebeu ou vai receber donativos monetários num valor superior a 500 euros, saiba que 10% do valor que exceder esta quantia deverá ir direitinho para os cofres do Estado, que é como quem diz: para os bolsos dos políticos/governantes deste país que muito estão habituados a receber prendas e a não declarar ao Fisco.

 

[Só para que conste: As ofertas feitas entre “cônjuge ou unido de facto, descendentes e ascendentes” estão isentas. Fica a dica.]

 

E eu?!

 

Sinceramente, eu acho muito bem, pois talvez só assim o casal se preocupe mais em consumar o matrimónio na noite de núpcias do que em contar o dinheiro e tentar adivinhar de quem foram os envelopes em branco. Sim, porque desconhecendo as técnicas de fiscalização dos inspetores tributários, o mais provável é que eles estejam à porta a observar pelo buraco da fechadura tudo o que se está a pensar dentro do quarto onde vocês vão passar a noite de núpcias.

 

E é por esta é por outras que eu sugiro que, na noite de núpcias, os cônjuges consumam o matrimónio e ostentem-no das mais diversas formas e/ou posições, o maior tempo possível. Quanto mais aguentarem, mais os inspetores tributários (que estiverem à espreita) ficarão convencidos de que vocês não passam de uns tesos.

 

Já agora, e porque sei que os inspetores tributários estão mesmo muito empenhados em fazerem cumprir a lei, já sacaram os 10% de todas as prendas que José Guilherme e Manuel Godinho ofereceram nos últimos anos aos banqueiros e políticos deste país, nomeadamente a Ricardo Salgado, Duarte Lima, Armando Vara e José Sócrates, entre muitos outros?

 

É que não estamos a falar dos míseros trocos que se costumam dar nos casamentos e/ou batizados. Estamos a falar de milhões e milhões de euros!

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

YouTube

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D