Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sem Sentido

Um blogue sem sentido... de humor!

10
Mar20

O coronavírus e os jovens finalistas

Viagem de finalistas.jpg

 

Universidades e escolas encerradas, eventos nacionais e internacionais cancelados, visitas a hospitais, lares e prisões suspensas... Porra, até o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai ficar de quarentena durante duas semanas, apesar de não ter sintomas de COVID-19.  E o que é que se faz relativamente às viagens de finalistas? Deixa-se ao critério dos finalistas. Porquê?! Porque é a viagem de sonho deles... 

 

Universidades e escolas encerradas, eventos nacionais e internacionais cancelados, visitas a hospitais, lares e prisões suspensas... Porra, até o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai ficar de quarentena durante duas semanas, apesar de não ter sintomas de COVID-19.  E o que é que se faz relativamente às viagens de finalistas? Deixa-se ao critério dos finalistas. Porquê?! Porque é a viagem de sonho deles... Eu sei que para muitos o alarme em torno desta epidemia é exagerado, porque, de acordo com as estatísticas, uma gripe "normal" mata mais do que o novo «coronavírus», mas se o alarme está instalado e algumas medidas estão a ser aplicadas pelo Governo, não me parece sensato nem coerente deixar nas mãos dos jovens finalistas a decisão de irem de férias para o quinto país mais afetado do mundo pelo COVID-19, o segundo mais afetado da Europa. 

 

– Ah e tal, é a nossa viagem de sonho. Nós esperamos por este momento há anos... 

 

Pois, fazer dezoito anos, tirarem carta de condução, comprarem um carro e fazerem corridas nas estradas e pontes a mais de 200 km/hora também é o sonho de muitos jovens, mas não é por isso que devemos deixar que estes sonhos se realizem, porque põem em risco a vida de todos os outros que também circulam nestas estradas e pontes. É exatamente o mesmo convosco, jovens finalistas. O problema não é vocês realizarem a vossa viagem de sonho para um lugar onde abunda «coronavírus». O problema é vocês irem, serem infetados, não morrerem com o vírus, porque são jovens, e regressarem a Portugal infetados para infetarem os que cá estão. Além dos mais, se o vosso sonho resume-se a beber até ir parar a um hospital em coma alcoólico, não precisam de gastar tanto dinheiro com esta «viagem de sonho». Vão a um supermercado, comprem uma garrafa de Vodka e ponham à boca. Não só não correm um risco tão grande de apanhar «coronavírus» – nem outro vírus bem mais grave, que podem muito bem apanhar numa viagem de finalistas – como podem receber as visitas dos vossos papás e mamás a qualquer momento, que são sempre muito agradáveis quando se está de ressaca. 

 

– Ah e tal, mas toda a gente sabe que o coronavírus só mata os velhinhos...

 

O quê? Só mata os velhinhos?! Porra, só podem estar a gozar comigo... Então e aqueles cartazes que vocês tanto exibiram, aquando da discussão em torno da despenalização da eutanásia, a dizerem «não matem os velhinhos»? Era mesmo só ignorância ou se for para despenalizar a eutanásia «não matem os velhinhos», mas se for para o «coronavírus» pôr em causa a vossa viagem de finalistas «deixem os velhinhos morrer»? Não têm avós?! Os vossos pais são assim tão novos?! E os pais e avós dos outros, não vos interessam?! Não perceberam ainda que o problema não é vocês serem infetados e morrerem. O problema é exatamente o contrário: é vocês serem infetados e não morrerem. Não morrem porque ainda são novos, mas trazem o vírus para Portugal para infetarem aqueles que são mais velhos e que acabam por morrer. Eu sei que, com a quantidade de álcool que se costuma consumir nesta viagem, muito dificilmente o «coronavírus» conseguiria sobreviver por muito tempo dentro do vosso corpo, mas, ainda assim, parece-me demasiada leviandade para um assunto tão sério. E a culpa não é a vossa. A culpa é de quem ainda não vos proibiu de ir. 

 

«Talvez fosse recomendável evitar-se viagens de finalistas na Páscoa para países onde há casos conhecidos de infeção ou para fora de Portugal.» – palavras de António Costa.

 

Recomendável?!... Recomendável não, proibido. Esta é a palavra que deveria constar naquela afirmação: PROI-BI-DO. Eu sei que em Portugal já não se vive numa ditadura, mas, num Estado de Direito, parece-me adequado e oportuno manter o "lema" de que «a liberdade de um cidadão termina quando põe em causa a liberdade de todos os outros»

 

Enfim, pior do que a passividade e irresponsabilidade do Governo, só mesmo o facto de os jovens de hoje serem o futuro de amanhã, um futuro onde eu já serei velhinho, porra! 

 

data-mobile="true">

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Sigam-me

Subscrever blogue

Subscrever...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

YouTube

Água no bico

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Blogs Portugal