Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sem Sentido

Um blogue sem sentido... de humor!

22
Ago17

Noites complicadas, dias difíceis e... vizinhos!

Vizinhos.jpg

 

Sabem aqueles dias em que vão para a cama mais cedo, para dormir, porque querem acordar bem-dispostos e cheios de força para ir correr – ou fazer outra coisa qualquer – no dia seguinte, bem cedo, mas que acabam por dormir menos do que os putos que saem à noite e já só chegam pela manhã?

 

Há duas semanas foi assim:

 

Era meia-noite, já eu tinha adormecido, quando a vizinha do lado começou a gritar com uma pedinte – alcoólica, coitada, a quem a vizinha costumava dar cigarros – que, segundo o que eu percebi, lhe tinha entrado pelo pátio adentro para lhe roubar um lençol.

 

«Saia já daqui... Eu vou chamar a polícia... Não vê que as pessoas querem dormir?!... – disse, AOS GRITOS, mas só porque as pessoas queriam muito dormir.

 

«Ai, minha amiga...» – disse, vezes sem conta, a pedinte, com toda a razão.

 

A pedinte lá acabou por sair a bem e sem o lençol, mas, depois disto, um verdadeiro desafio para eu conseguir readormecer, não porque eu também tinha o estendal na rua com lençóis, mas porque os gritos foram tantos e tão altos que ficaram a fazer eco nos meus ouvidos durante horas, acho eu.

 

E quando já estava eu quase a readormecer, eis que o alarme do apartamento do vizinho do prédio lado disparou e voltei a despertar. Só para terem a noção do quão alto tocou, a minha esposa acordou e perguntou:

 

– É o nosso?

 

– Não, não é o nosso. Mantém-te a dormir, enquanto eu vou lá, num instante, com uma caçadeira na mão e uma bomba na outra, matar o ladrão, rebentar com o alarme e explodir com o apartamento e o prédio, só para ter a certeza de que mais nada me vai acordar esta noite. – pensei eu, sem dizê-lo, mas só porque não a queria acordar ainda mais.

 

E quando eu pensava que já nada poderia piorar e que eu poderia readormecer em paz, eis que a minha filhota acordou, a chorar, como o faz muitas vezes, é certo, mas desta vez nem o leite a calou. Nem o leite, nem o facto de eu ter estado com ela ao colo durante meia hora a tentar readormecê-la.

 

[Eu não sei, mas penso que deve ter sido por causa dos gritos da vizinha...]

 

E quando, finalmente, a minha filhota readormeceu, já passavam das 5 horas da manhã, eis que eu já não tinha sono e fiquei acordado até a hora de me levantar e ir correr.

 

Porque é que eu me lembrei disto agora?!

 

Porque, ontem, ao final do dia, estava eu sozinho a tentar adormecer a minha filhota, que estava constipada e, talvez por isso, muito rabugenta, a gritar, quando a vizinha decidiu chamar-me, AOS GRITOS, para me dizer o que é que eu devia fazer para acalmá-la:

 

– Experimente dar-lhe um ben-u-ron em supositório porque isso deve ser por causa dos dentes.

 

– Na verdade, acho que é por causa da constipação.

 

– Mais uma razão. O ben-u-ron dá para tudo. Tem é de ser em supositório…

 

E depois disto, eu já só pensei: 

 

«E se ela me ouve a gritar quando estou a fazer sexo com a minha esposa?!...»

 

– Vizinho, experimente tomar um ben-u-ron... em supositório.

 

Porra, isso é que não!

 

Sigam-me

Subscrever blogue

Subscrever...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

YouTube

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D