Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sem Sentido

Um blogue sem sentido... de humor!

03
Jul18

Eu não sou desleixado. Eu sou perfecionista!

Perfecionismo.jpg

 

Há muito que eu andava para escrever sobre este assunto, mas só agora é que eu me sinto verdadeiramente preparado para desfazer um dos grandes mitos criados pelas mulheres: que todos os homens são desleixados, desarrumados e não têm iniciativa para fazerem tarefas domésticas.

 

Eu até poderia concordar com a frase anterior se as mulheres deixassem bem claro que, para todas as regras, há pelo menos uma exceção, mas tendo em conta que elas não se cansam de dizer que «os homens são todos iguais», não posso mais compactuar com este mito que arrasa com a autoestima e a forma de ser de qualquer homem que se diz perfecionista. Sim, perfecionista!

 

Muito provavelmente, as duas frases que mais se ouvem cá em casa:

 

«Mas, então, se és assim tão perfecionista, como é que consegues ver as tuas coisas todas jogadas e não arrumar nada?»

 

«Simples: porque eu só consigo fazer as coisas se forem para ficar como eu quero, direitinhas e alinhadas. Se for para ficarem como tu queres, não vale a pena arrumar porque não vão ficar perfeitas.»

 

E agora perguntam-me vocês:

 

Mas, então, se tu és assim tão perfecionista, porque é que tu não arrumas tudo à tua maneira em vez de deixares tudo por arrumar?

 

Simples: porque eu levo horas a fio para desempenhar as tarefas e a minha esposa detesta «passar o fim de semana todo fechada dentro de casa». 

 

Isso significa que, a partir de agora, os homens só têm de dizer às suas esposas que são perfecionistas para fugirem às suas responsabilidades domésticas?

 

Não, mulheres, claro que não. Obviamente, há todo um teste que deve ser feito para que vocês percebam se os vossos maridos são mesmo perfecionistas ou se não passam de homens «desleixados», «desarrumados», «que não têm iniciativa para fazerem tarefas domésticas». E foi exatamente a pensar nisso que eu elaborei um questionário. Para tal, basta que os vossos maridos (ou vocês por eles) respondam «sim» ou «não» às perguntas que se seguem e leiam o texto até o final.

 
Nota importante: Algumas das perguntas que se seguem foram elaboradas a pensar no tempo em que os vossos maridos eram solteiros e viviam na casa dos pais e, por isso, devem respondidas com base no comportamento que tinham nessa altura, pois o mais provável é que, depois de casarem, eles tenham deixado de fazer a maioria destes rituais, muito por vossa culpa, mulheres.

 

1. Costuma medir com uma régua ou com os palmos da sua mão a distância a que coloca os bibelôs das mesas-de-cabeceira e/ou da cómoda para ter a certeza de que eles estão centrados?

 

2. Costuma alinhar as mesas-de-cabeceira, a cama, a cómoda e tudo o que são móveis do seu quarto, pelas riscas dos azulejos do chão ou do soalho?

 

3. Demora mais de dez minutos a fazer a cama porque tira pelo por pelo e alisa os lençóis até que pareçam que foram lavados de fresco?

 

4. Já dormiu no sofá porque não teve coragem de desfazer a cama de tão bem-feita que estava?

 

5. Limpa frequentemente a borda branca da sola das suas sapatilhas tão bem limpa que, sempre que as pessoas olham para as suas sapatilhas, ficam a pensar que acabou de as comprar?

 

6. Prefere ter a borda (branca) dos sapatos limpa e as calças sujas a ter o contrário?

 

7. É capaz de se agachar no meio da rua para limpar a borda das suas sapatilhas com o dedo humedecido pela saliva da sua boca?

 

8. A jogar à bola, prefere mandar uma bola ao poste e não marcar golo a marcar um golo com a bola a entrar bem ao centro da baliza?

[Deveria ser por isso que, na escola, nunca me escolhiam para jogar à bola, a não ser quando não tinham mais ninguém.

 

9. Nas férias de verão, já chegou a passar a limpo apontamentos da escola, mesmo já depois de ter sido aprovado nas disciplinas e sabendo que já só teriam utilidade para servirem de acendalhas num qualquer churrasco em família?

 

10. Demora mais de quatro horas a aspirar e a lavar o carro, sendo que mais de uma hora é só para secar a água da chaparia e/ou dos vidros para que não fiquem com uma única marca de água?

 

11. É capaz de mudar de fila de trânsito, de direção ou até mesmo de destino, só para evitar ter de passar por cima de uma poça de água que respingaria água para as portas dianteiras e o para-choques traseiro?

 

12. Já rapou a cabeça com uma lâmina porque, quando estava a desfazer a barba, as suíças nunca estavam simétricas e acabou por cortá-las de um lado e do outro até que, quando deu por si, as suíças já só terminavam acima da orelha, a meia cabeça?

 

13. Pediu a sua namorada em casamento no dia 12 do mês 12 do ano 12 ou numa outra data com uma combinação de números idêntica?

 

14. O número do dia que deu o primeiro beijo à sua namorada é exatamente o mesmo do dia em que começou a namorar e do dia em que casou com ela, ainda que em meses e/ou anos distintos?

[Por exemplo, o primeiro beijo no dia 26 de maio, o pedido de namoro no dia 26 de junho e, anos mais tarde, o casamento no dia 26 de julho.]

 

15. É capaz de passar um dia a lavar um pátio que não tem mais de trinta metros quadrados, três portas, duas janelas e uma parede toda forrada de azulejos, tudo para deixar o pátio a brilhar mais do que o sol num dia de verão? 

 

16. Leva mais de uma hora a montar uma árvore de natal artificial (que não tem mais de 1,75 metros de altura) porque faz questão que os galhos fiquem todos simétricos?

[E é sobretudo por isso que se nota logo que a árvore é artificial…] 

 

17. Se pudesse, despediria todos os trabalhadores que levantam as tampas dos esgotos embutidas nos passeios pavimentados com calçada à portuguesa, tudo porque não as colocam de volta da mesma forma, fazendo com que as riscas da calçada à portuguesa da tampa não fiquem alinhadas com as riscas da calçada à portuguesa do passeio?

[No passeio que dá para a minha casa, há uma tampa de esgoto que me faz pensar nisto todos os dias...]

 

18. É capaz de eliminar vezes sem conta uma publicação e/ou um comentário no Facebook, só por causa de uma vírgula, de um acento, da concordância de um verbo ou de qualquer outra correção gramatical, tudo porque detesta dar um único erro ortográfico?

 

19. Estipula horários para publicar textos no seu blogue e/ou na sua página de Facebook e cumpre-os rigorosamente?

 

20. Leva horas a fio para escrever uma simples publicação sobre perfecionismo?

 

Enfim, muito mais perguntas poderia eu colocar, mas parece-me que estas serão suficientes para o que se pretende.

 

Dito isto, vamos lá apresentar a escala e interpretar os resultados, tendo apenas por base o número de respostas «sim»:

 

  • Inferior a 10 – O seu marido não é perfecionista.
  • Superior ou igual a 10 e inferior a 15 – O seu marido tem indícios de perfecionismo.
  • Superior ou igual a 15 e inferior a 20 – O seu marido é perfecionista.
  • Igual a 20 – Eu sou o seu marido.

 

E depois disto, a pergunta que se impõe:

 

Como lidar com um marido perfecionista?

 

Simples: não lhe peça, nunca, para executar tarefas domésticas. Se ele entender fazê-las por sua livre e espontânea vontade, tudo bem, caso contrário, execute você todas as tarefas domésticas sem lhe pedir auxílio. Se ele nunca tiver iniciativa para desempenhar uma única tarefa doméstica que seja, agradeça, pois o absentismo – o dele – é a única terapia possível... para ambos!

 

Sigam-me

Subscrever blogue

Subscrever...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

YouTube

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D