Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sem Sentido

Um blogue sem sentido... de humor!

12
Abr20

E quando a quarentena acabar?

Quarentena.jpg


Será que alguém já parou para pensar como será quando esta quarentena acabar? Já alguém parou para pensar como será o primeiro dia de regresso à escola, o primeiro dia de regresso ao trabalho, o primeiro dia de regresso à correria do dia-a-dia? E os divórcios? Sim, os divórcios que vão surgir depois deste longo período de confinamento?

 

Será que alguém já parou para pensar como será quando esta quarentena acabar? Não, desta vez não me refiro à crise económica nem à miséria que vamos passar. Desta vez refiro-me apenas e só ao simples regresso à rotina, aquela a que estávamos habituados antes desta pandemia, mas que muito dificilmente nos habituaremos quando tudo voltar ao "normal".


Já alguém parou para pensar como será o primeiro dia de regresso à escola, o primeiro dia de regresso ao trabalho, o primeiro dia de regresso à correria do dia-a-dia?
Sim, eu sei: o primeiro dia de regresso à escola será um dia de sonho para os pais, mas... e o primeiro dia de regresso ao trabalho e à correria do dia-a-dia? Vai ser um pesadelo... E não digo isto só a pensar nos professores, que vão ter de aturar as criancinhas que estão a ser mimadas pelos pais nesta quarentena. Digo isto a pensar em todos aqueles que estão a passar esta quarentena em casa, sentados no sofá, a acharem que são uns verdadeiros heróis, enquanto a mulher cozinha, limpa, arruma e cuida dos filhos. E até mesmo para quem passa o dia a cozinhar, a limpar, a arrumar e a cuidar dos filhos, o primeiro dia de regresso ao trabalho não será fácil, nem mesmo para quem está em regime de teletrabalho. Voltar a encarar pessoas mal-encaradas no local de trabalho será o primeiro grande desafio para muita gente, a não ser que o uso de máscaras vire moda e toda a gente adira. Se acham que foi difícil convencer as pessoas a ficarem em casa, sentadas no sofá, por causa do novo coronavírus, esperem até tudo isto passar e o Governo anunciar que as pessoas já podem sair de casa e ir trabalhar...


E os divórcios? Sim, os divórcios que vão surgir depois deste longo período de confinamento?
Inúmeros... E não sou eu que o digo. São os dados e os especialistas da área. Na China, por exemplo, registou-se um número recorde de pedidos de divórcio em algumas cidades nas semanas que se seguiram ao período de quarentena que foi decretado pelo Governo. Eu sei que pode parecer estranho que o número de divórcios dispare logo depois de as pessoas terem estado fechadas em casa, sem poderem traírem a sua cara-metade, mas a verdade é que muitos dos casais atuais não estão habituados a viver «vinte e quatro sobre sobre horas» nem a olhar sempre para a mesma cara. Quando começam a reparar e a descobrir com quem estão realmente casados, o divórcio passa a ser a única solução. E eu, no meio de tudo isto, só tenho pena de uma coisa: de não ser advogado.


Enfim, quem deverá ficar  contente com o fim da quarentena serão os padres, que passaram todo este tempo confinados na igreja sem crianças por perto.
 Eu bem vi hoje, Domingo de Páscoa, um padre a andar na rua, de porta em porta, a "abençoar" as famílias, mas nenhuma criança saiu à rua para ser "abençoada"... Graças a Deus!

 

data-mobile="true">

Sigam-me

Subscrever blogue

Subscrever...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

YouTube

Água no bico

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Blogs Portugal